Arquivo da tag: Paulo

Uma breve reflexão sobre a epístola paulina aos Filipenses

A letra mata-

Por Carlos Roberto

Caro leitor, quando lemos a carta de Paulo escrita aos Filipenses aprendemos muitas lições importantes. Essa epístola paulina faz parte do grupo de cartas escritas pelo Apóstolo dos Gentios na prisão, juntamente com Efésios, Colossenses e Filemom.

Diferentemente, de outros escritos, não vemos uma ênfase sistemática e teológica nessa carta, pelo contrário, esta é uma das epístolas mais pessoais de Paulo, onde vemos vários momentos de sua vida, principalmente a frequência da primeira pessoa do singular.

Paulo escreveu a um grupo seleto de amigos e companheiros do Evangelho e as marcas dominantes no escrito paulino são a alegria, a gratidão e o serviço, atitudes essas extraordinárias, quando vemos o contexto no qual Paulo estava inserido (a prisão).

Ora, segundo, a cronologia bíblica, e os estudiosos dos assuntos neotestamentários essa carta foi escrita provavelmente no ano 62 D.C, das próprias mãos do Apóstolo, e, diga-se de passagem, que muitas das cartas do Apóstolo Paulo foram escritas pelos amanuenses, ou escritores contratados.

Atualmente, vivemos um caos no testemunho cristão. Muita gente em nossas igrejas, são crentes nominais, suas vidas, são apegadas ao ódio e a murmuração. Um grande contraste, com Paulo e seus cooperadores na obra missionária.

E por falar nisso, uma das lições mais importantes, que noto nesse livro bíblico, é comprometimento de um ajudante de Paulo na causa do Evangelho, e em seu ministério missionário e apostólico.

Quando lemos Filipenses 2.25.30, vemos um homem chamado Epafrodito, um nome talvez não muito comum em nosso tempo, mas que nos remete realmente ao significado de sermos humildes no serviço cristão.

Diz o texto bíblico, que Epafrodito era cooperador na obra de Deus, companheiro de Paulo em suas lutas, e auxiliar das necessidades, características essas infelizmente não vistas, em nossa contemporaneidade cristã exclusivista, que não pensa na diaconia e nem muito menos em se dedicar realmente na obra de Deus com humildade.

Homens dispostos a fazer a obra de Deus como Epafrodito, infelizmente são poucos. Mas nós como Igreja de Cristo somos exortados a desempenhar como ele um bom Serviço Cristão.

Deus abençoe a todos! Até o próximo post.